Nas últimas décadas, a gestão empresarial vem sendo impactada pelos resultados positivos do facility management.

Agora, os gestores acompanham uma nova revolução proporcionada pelas facilities, uma mudança que atinge o ambiente de trabalho na sua totalidade e promove o aumento da produtividade dos colaboradores.

Acompanhe o nosso artigo e saiba como as organizações podem se beneficiar desse processo para consolidar um desempenho cada vez melhor no mercado.

Qual é o papel atual do facility management na gestão empresarial?

Ao longo dos anos, as teorias e práticas de administração evoluem sempre no sentido de desenvolver rotinas organizacionais que garantam o máximo de qualidade ao desempenho das empresas.

Na atualidade, o facility management representa uma das principais tendências na otimização da gestão empresarial.

De fato, a gestão de facilidades assegura a funcionalidade necessária das instalações para que os processos mais básicos sirvam de apoio às operações principais, permitindo o alcance dos objetivos organizacionais a curto, médio e longo prazo.

Novas soluções para gerenciamento dos recursos humanos, tecnológicos e processuais foram desenvolvidas, possibilitando as condições ideais para o sucesso do core business a partir da melhoria contínua do ambiente de trabalho.

Assim, os impactos positivos afetam todo o ambiente interno de uma empresa. Logo, o gerenciamento de facilities é um forte imperativo para as organizações que desejam conquistar um lugar de destaque perante a concorrência.

Desse modo, a atuação do gestor de facilities passa a ter uma importância cada vez mais estratégica, como vamos explicar melhor a seguir. Confira!

Como deve ser a atuação do gerente de facilities para otimizar o ambiente de trabalho?

A atuação do gerente de facilities tem uma enorme importância para o negócio, independentemente do porte e do segmento da organização.

Considerando as transformações positivas promovidas pelo facility management no ambiente de trabalho, esses profissionais assumem a responsabilidade de coordenar todos os processos com foco no aproveitamento de recursos e no aumento da produtividade.

Para tanto, é preciso integrar todas as áreas da empresa, equalizando as diferentes demandas em relação à segurança, limpeza e manutenção — e propor soluções que facilitam a rotina organizacional com foco na gestão de qualidade.

Os gerentes devem aproveitar as vantagens de ferramentas tecnológicas e de gestão para tornar o ambiente de trabalho cada vez mais inspirador e favorável ao bom desempenho das equipes.

De fato, ao contar com o suporte de um ambiente interno bem coordenado, os funcionários podem dedicar toda a energia às tarefas que são fundamentais para a satisfação dos clientes e para o crescimento do negócio.

Por essa razão, a preocupação fundamental do gerente de facilities junto aos colaboradores — e junto a toda a comunidade organizacional — deve ser a consolidação das melhorias conquistadas, garantindo a otimização contínua do ambiente de trabalho.

O que fazer para consolidar as transformações guiadas pelas facilities no ambiente de trabalho?

O primeiro passo para garantir que as transformações positivas proporcionadas pelo facility management tornem-se parte da cultura organizacional é o monitoramento constante dos resultados.

Considerando as metas e objetivos do negócio — e os padrões de qualidade —, os gestores devem elaborar métricas de avaliação capazes de produzir dados efetivos sobre o rendimento de cada área da empresa.

Quando a organização optar pela terceirização e contratar uma empresa de facilities, é preciso estender a análise de resultados ao desempenho dos parceiros.

Entre os indicadores definidos em SLA (Service Level Agreement) — para acompanhar tanto o desempenho da equipe interna quanto o rendimento da equipe terceirizada —, é possível incluir:

  • o nível de excelência dos serviços prestados;

  • a capacitação para o aproveitamento das tecnologias;

  • a produtividade em cada período analisado;

  • a redução de custos operacionais;

  • o cumprimento de todos os prazos estabelecidos.

A partir dos resultados observados, os gestores poderão implementar as mudanças necessárias e adequar os processos gerenciais e operacionais, fazendo com que as equipes internas e externas atuem de maneira integrada e colaborativa.

Quais são as outras estratégias possíveis?

Além do monitoramento de resultados, também é necessário investir no aprimoramento constante da equipe por meio da realização de treinamentos e cursos de capacitação — com foco tanto no desempenho quanto na motivação.

O aproveitamento das ferramentas tecnológicas também é uma estratégia importante. Com os softwares e equipamentos corretos, é possível promover a sistematização e a padronização da rotina de trabalho, garantindo a qualidade na execução de todas as tarefas.

Dessa forma, a otimização do ambiente de trabalho torna-se um diferencial competitivo capaz de guiar as ações da organização no futuro, visando a sustentabilidade do negócio e o aumento da produtividade.

Por isso, vamos finalizar nosso artigo analisando algumas das principais perspectivas para o futuro do trabalho.

Confira e veja se a sua empresa está preparada para o crescimento a longo prazo.

Quais são as perspectivas para os próximos anos?

De acordo com o que apontam as mais recentes tendências em gestão empresarial, o futuro do trabalho pode ser resumido em apenas um desafio: o equilíbrio entre os interesses dos colaboradores e as necessidades estratégicas das organizações.

Para crescer, as empresas deverão desenvolver novos meios de promover a motivação e o engajamento da equipe — ao mesmo tempo em que garantem a produtividade e a economia de recursos.

Apesar de representarem aspectos opostos na gestão empresarial, a padronização dos processos e a personalização das rotinas deverão atuar em conjunto.

Esses fatores vão permitir que as empresas aproveitem o melhor desempenho dos colaboradores em cada área da organização. Por outro lado, a flexibilidade também será um fator importante para o sucesso das empresas.

Isso exigirá dos gestores a capacidade de analisar estrategicamente todas as variáveis que influenciam a dinâmica organizacional, procurando formas de garantir a máxima produção com o mínimo de custo.

Dessa forma, o facility management terá um papel cada vez mais fundamental na manutenção de um ambiente de trabalho positivo e capaz de fornecer as condições ideais para o desenvolvimento do core business.

Viu só como o facility management pode otimizar o ambiente de trabalho e ajudar a sua empresa a alcançar os melhores resultados? Agora, que tal compartilhar este artigo nas suas redes sociais e repercutir o assunto com seus seguidores?